Sunday, September 13, 2009

Megalomania Pernambucana

Quando eu cheguei aqui no Rio Grande do Sul foi fácil de perceber que o Rio Grande do Sul e os gaúchos eram as coisas mais mais do Brasil e do mundo, por eles mesmos - é claro euheuheueh. Mas analisando bem eles nem são tanto assim. Existe um, um povo que é mais, mais mais, mais mais que eles. E eles são... os pernambucanos!!! Euehueheuheuh

Eu vi um texto no perfil do orkut de um amigo meu, o qual descreve muito bem essa característica pernambucana. Ao ler esse texto não tem como não ter os olhos embebidos de lágrima e sorrir orgulhosamente. Sem muitos comentários eis o texto...


Ser Pernambucano é:
Ser acusado justamente de que somos os mais megalomaníacos dos brasileiros e de estarmos no topo de um tal de IGPM -Índice Geral de Pouca Modéstia.
Ter a mania de dizer que tudo daqui é melhor! (e não é mesmo??)
Dizer de boca cheia que o Shopping Center Recife é o maior da América Latina.
Falar também que o Chevrolet Hall é a maior casa de show da América Latina.
Ter a maior avenida em linha reta do mundo, a Avenida Caxangá, no Recife.
Ter a maior feira ao ar livre do mundo, a Feira de Caruaru.
Ter também o maior teatro ao ar livre do mundo – Nova Jerusalém, no município de Fazenda Nova, onde é encenada na Semana Santa o espetáculo A Paixão de Cristo.
Ter a mais antiga sinagoga da América Latina que fica no bairro do Recife, situado na ilha de Santo Amaro (Sem falar que foram judeus recém-saídos do Recife que migraram para os Estados Unidos e ali fundaram Nova York).
Estar convencido de que é aqui em Recife que os rios Capibaribe e Beberibe se juntam e formam o Oceano Atlântico!!! (Essa é a melhor euheueheuh)
Achar a Torre de Cristal do Brenannd a obra de arte mais bonita do mundo.
Ter o maior paraíso do mundo e poder dizer com todas as letras: Fernando de Noronha é NOSSA!
Saber que Recife é um dos grandes pólos de informática e de medicina do Brasil.
Saber que o Galo da Madrugada é o maior bloco carnavalesco do mundo (conduz mais de 1,5 milhão de pessoas nas ruas do Recife), de acordo com livro dos recordes.
Ter orgulho do nosso São João que é o maior e melhor do universo.
Ter o Diário de Pernambuco como o jornal mais antigo da América Latina.
Saber que a 1ª emissora de rádio da América Latina é a Rádio Clube de Pernambuco, que tem como slogan ‘Pernambuco falando para o mundo’.
Dizer que Olinda se transformou recentemente na Capital Cultural do Brasil.
Estudos da Fundação Getúlio Vargas, que aponta as características econômicas de cada região, mostram que somos mais eficientes no comércio (influência dos Holandeses?!).
Passar um tempo fora, chegar na capital e cantar: ‘Voltei Recife, foi a saudade que me trouxe pelo braço, quero ver novamente Vassouras na rua passando, tomar umas e outras e cair no passo...’.
Ah... Fazer a maior festa de forma bem calorosa, ao encontrarmos um conterrâneo em outro estado ou país. (Isso é verdade.)
Morar em outro estado ou país e não perder o sotaque pernambuquês. (Isso é o máximo.)
É encher o peito pra cantar: ‘... Eu sou mameluco, sou de Casa Forte, sou de Pernambuco, eu sou Leão do Norte... ’.
É ser original, alegre, receptivo e solidário. É você perguntar onde fica o local tal e ser bem orientado por qualquer pernambucano. (Isso é sensacional.)
É valorizar a cultura popular, apreciar suas belas praias, é ser um cabra da peste!!!
É ser muito sortudo por nascer numa terra tão linda como essa.
E fazer qualquer coisa por um taquinho de rapadura e/ou queijo coalho quando reside fora de Pernambuco.
Se você reside fora do estado, é recomendar aos filhos que omitam o fato de serem pernambucanos para não humilhar os colegas. (euheuheuehueueheuh)
É se arrepiar com o nosso hino como se fosse o hino nacional, é usar nossa bandeira com todo orgulho , é saber a riqueza de nossa história...
Ir ao Recife antigo e poder constatar todo aquele patrimônio arquitetônico.
Acreditar que Recife é mesmo a ‘Veneza Brasileira’.
Amar as pontes e Rios do Recife.
E as praias?? Boa Viagem, Piedade, Candeias, Gaibu, Paraíso, Calhetas, Carneiros, Porto de Galinhas,... aff véi, é muita praia linda.
É sabermos da nossa importância na construção da história desse país, da nossa identidade cultural. Do nosso passado fundiário, dos nossos engenhos de açúcar.
É saber que é pernambucano(a)!


Muito bom, muito bom esse texto. Como diria um amigo meu: só não chora quem não tem coração.

Peace on you!!!
o/

2 comments:

JæN said...

é é...

voces erraram o nome, deviam se chamar RIO GRANDE DO "NORTE" :P
wauhaeuahuaehaeuhae

bem se ve q o pernambucano é o gaucho aí de cima xD

Felipe said...

Interessante, eu que pensava que só nós gaúchos tinhamos mania de grandeza...hehe
Mas é muito interessante conhecer a cultura de outro Estado, como Pernanbuco.
Continue com esses posts educativos!
(podia fazer um sobre a Guerra dos Mascates...rsrs)
Abraços!